sábado, 30 de maio de 2015

Resenha: O Inferno de Gabriel

Olá, pessoal! Tudo bom com vocês? Então, hoje eu vim falar um pouquinho sobre o livro "O Inferno de Gabriel", o primeiro volume de uma trilogia. Fazia tempos que eu estava louca para lê-lo, pois sendo fã dos clássicos como sou, me empolguei quando descobri que o livro era 'baseado' em "A Divina Comédia" de Dante. 

Pois bem, a obra conta a história do professor de literatura Gabriel Emerson, especialista em Dante na Universidade de Toronto; e da jovem Julia Mitchell, estudante de literatura que consegue uma bolsa de mestrado no Canadá, na mesma universidade do professor Emerson.

Logo de cara percebemos que algo no "encontro" soa estranho. Julia parece conhecê-lo, mas Gabriel não parece ter noção alguma de quem sua aluna é.

Ao longo da narrativa, as peças vão se encaixando e vamos descobrindo mais sobre o passado de ambos, mas principalmente sobre a vida do professor Emerson.



A princípio, não a reconheceu. Sua beleza era de tirar o fôlego. Seus movimentos, graciosos e confiantes. Porém havia algo em seu rosto e em suas formas que lhe lembrou a jovem pela qual se apaixonara tempos atrás. Cada um deles havia seguido seu caminho, mas o poeta sempre lamentaria a perda de seu anjo, de sua muda, de sua amada Beatriz. Sem ela, sua vida era solitária e insignificante. Agora, lá estava a sua bem-aventurança.


Eu esperava bem mais da leitura, mas não foi uma perda de tempo total. A autora tem uma boa bagagem cultural, que incluem desde citações de Shakespeare até pinturas de Dante e Beatriz e músicas. A história de Julianne e Gabriel tenta fazer um paralelo com a que Beatriz e Dante tiveram. E eu escrevo tenta, porque apesar de ter gostado do livro, a autora não consegue (nem de longe) criar um romance tão bom quanto. 

É inevitável, também, comparar "O Inferno de Gabriel" com a "Saga Crepúsculo" e, consequentemente, com "50 tons de Cinza". Pesquisando um pouco mais, descobri que a obra era, na verdade, uma fanfiction de Crepúsculo e que devido ao sucesso, se tornou livro. O mesmo aconteceu com 50 tons.

A escritora tentou sair do romance água com açúcar de Crepúsculo, mas não entrou tanto no universo sexual de 50 tons (se é que eu posso denominar o universo de E. L. James assim, vamos combinar). Então, eu diria que o livro é uma mistura de ambos, tirando que é bem mais (pseudo) intelectual e não tem ninguém querendo sodomizar ninguém. Se você espera muito erotismo do livro, desista. 

A leitura flui bem, há várias referências sobre a história de Dante e Beatriz, o professor conta uma passagem às vezes, ou até mesmo Julia, e isso me agradou. Quem não teve a oportunidade de ler a obra de Dante também não vai ficar perdido ou algo do tipo, pois dá para entender facilmente.

-Não quero parecer... como São Francisco de Assis nem nada assim, mas qualquer um pode gritar palavrões. Por que eu deveria ser como ela? Por que não pensar que às vezes, só às vezes, o mal pode ser vencido com o silencio? E deixar que as pessoas ouçam quanto são odiosas com seus próprios ouvidos, sem nenhuma distração. Talvez, às vezes, a bondade baste para expor o mal como ele realmente é. Em vez de tentarmos impedi-lo fazendo mais mal ainda.

Assim como "A Divina Comédia", o livro também sua quantidade teológica de lições. Apesar de não ser muito cristã, elas me agradaram. Apesar de não achar que a escritora (ou escritor, quem sabe?) foi feliz na comparação, foi um bom romance, com boas citações, referências e bons temas para se refletir. Pecados, fé, amor, maldade, bondade... De alguma forma, me tocou. 

Então, se vocês se interessaram, leiam. Não será um dos favoritos, mas definitivamente ficará alguma partezinha na lembrança! 

Julia nunca se perguntava por que coisas ruins aconteciam com pessoas boas, pois já sabia a resposta: coisas ruins aconteciam com todo mundo. Não que isso servisse de desculpa ou justificativa para fazer mal a outro ser humano. Ainda assim, todos tinham uma experiência em comum: a do sofrimento. Ninguém deixava este mundo sem verter uma lágrima, sentir dor ou navegar pelos mares da tristeza. Por que a vida dela seria diferente?

44 comentários:

  1. Oiiiêê!!!
    sempre tive uma curiosidade para ler essa trilogia, acho muito incrível essa sinopse, juntando esse tema me deixa muito curioso, amo por demais historias assim,
    Bjks
    Passa Lá No meu Blog - http://ospapa-livros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi! Eu também tinha curiosidade, vou continuar lendo para ver como acaba! Haha
      Beijos.
      Seguindo o teu blog ♥

      Excluir
  2. Ainda não li A Divina Comédia (eu sei, que vergonha! hahahaha), mas devo dizer que não me interessei por esse livro. Já ouvi falar dele algumas vezes, mas não me chamou atenção. Pode ser que eu o leia algum dia, mas não está na minha lista de prioridades, certamente. Quer dizer, com TANTOS livros acumulados aqui para ler a pessoa precisa de prioridades, né? :p

    Mas, deixa eu dizer que: sua escrita é muito gostosa. Gostei daqui.

    Beijo ;*

    http://miasodre.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mia, "A Divina Comédia" é fantástica! Leia quando puder!
      Eu me interessei por este livro porque com tanto mais do mesmo que a gente vê por aí, achei que o "embasamento" que a autora fez na obra de Dante seria bom, mas me enganei. É só pano de fundo pra outro enredo clichê. Mas fazer o quê né? hahaha
      Que bom que gostou ♥
      Até breve. Beijos! :*

      Excluir
  3. Olá!
    Eu meio que enjoei de livros com pegada hot, mas adorei sua resenha. E que quotes mais bacanas tu escolheu...

    Beijos
    http://www.breakingfree.blog.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, eu também enjoei. Como disse, me interessei por ser baseado em outro livro que gosto muito!
      Que bom que gostou da resenha!
      Esses quotes são lindos ♥
      Beijos!

      Excluir
  4. Sério que era uma fanfiction de Crepúsculo???
    Fiquei meio decepcionada agora.
    Queria muito ler, mas desmotivei um bocadinho.

    Lisossomos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Déborah, pois é! Na minha adolescência eu era louca pela saga, li os livros e tudo, então meio que foi impossível não notas as semelhanças (leia-se paráfrases mal feitas). Aí vou pesquisar e estava lá, fanfiction de crepúsculo. Hahaha

      Excluir
  5. Olá, tudo bem?
    Claro que já havia ouvido falar desse livro e o vi também em várias livrarias, mas não gosto muito da capa e ouvi falar que era parecido mesmo com 50 tons. Eu li a trilogia 50 tons e não tenho mais vontade de ler coisas parecidas, sabe?
    Super beijos <3
    http://livros-cores.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Entendo, Roberta! Não chega a ser parecido com 50 tons no enredo, mas é tão clichê quanto. Hahaha
      Também não costumo ler livros desse tipo, mas por ser baseado na obra de Dante, dei uma chance... :/
      Beijos ♥

      Excluir
  6. Oi tudo bom?
    Ai minha mãe ama essa série, mas eu acho que não vai ser pra mim, romances eu corro deles -s
    Estou seguindo ok?

    Beijos

    http://penelopeetelemaco.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahaha
      É, se você não gosta de romances é melhor não ler este mesmo!
      Beijos!
      Seguindo também

      Excluir
  7. Muito antes eu queria ler muito esse livro, porém algumas resenhas me desanimaram... o enredo não era nada daquilo que eu esperava de um livro com um nome tão enigmático.
    Sua resenha é muito boa, parabéns.
    http://teoremasdamimosa.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Luanna!
      Pois é, eu não li nenhuma resenha antes de lê-lo, e acabei me decepcionando. Hahaha
      Obrigada! ♥
      http://encontrosliterarioslivros.blogspot.com.br/

      Excluir
  8. Olá!
    Poxa, fanfic de crepusculo? Não é minha praia!! Não sou muito fã de livros hots e mesmo que esse livro tenha outros elementos, acho que não faz bem o meu tipo de leitura, acho que vou deixar esse passar, mas adorei a sua resenha, que me deu boas referências sobre o livro!
    beijos

    LuMartinho |Face

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, Lu! Também não faz muito meu gênero, mas como disse, a história por trás me deixou curiosa!
      Que bom que gostou da resenha.
      Beijos

      Excluir
  9. Olá, quando começou a resenha fiquei preocupada em precisar ler A Divina Comédia para poder ler esse, mas pelo que você não será necessário. Eu achei a premissa muito boa, mas eu fico um pouco receosa quando o autor "se inspira" em outros livros, me parece que falta criatividade para criar sua própria história, sei lá... Se eu tiver a oportunidade de ler, espero essas características não fiquem tão evidentes. Bjs

    Território nº 6

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Gleyse! Capaz, não precisa ler não, apesar das referências. Pois é, apesar de a autora ter inspirado, não achei lá essas coisas...
      Se tiver a oportunidade de ler, leia. É bom tirar nossas próprias conclusões! hehehe
      Beijos!

      Excluir
  10. Olá, não gosto muito de livros nesse gênero, mas pela sua resenha até que esse me interessou, eu ainda não conhecia, mas quem sabe um dia eu possa ler?

    http://vocedebemcomaleitura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!
      Pois é Beatriz, também não é meu gênero favorito.... Hahaha
      Beijos

      Excluir
  11. Olá; na época do boom de livros do tipo, fiquei curiosa por esse. Ainda não li, gostei da sua resenha e pretendo dar uma chance à obra futuramente.

    petalasdeliberdade.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Mari! É sempre bom dar uma chance!
      Boa leitura... Haha
      Beijos

      Excluir
  12. Olha tenho que confessar que já tive bastante curiosidade de fazer a leitura desse livro, porque eu dei uma vez de amigo secreto para uma menina e quando eu li algumas resenhas achei bastante interessante. E agora lendo aqui eu fiquei bastante curiosa para poder conhecer. A cada dia eu me surpreendo mais com algumas resenhas de livros que eu nem sonhava em ler sabe? Eu acho que é questão da gente conhecer mesmo. Enfim...Adorei tudo que tu abordou e seu ponto de vista ficou muito bom =]

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2015/05/resumo-do-mes-maio.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Linda quando puder venha conferir uma resenha nova
      de uma das minhas colaboradoras e quando tiver atualização pode colar o link pra mim =]

      http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2015/06/resenha-navegue-lagrima_2.html

      Excluir
    2. Oi, Silvana! Pois é, são muito livros para pouco tempo para conhecê-los! Hehehe
      Que bom que gostou! ♥
      Quando ler, me diga o que achou!
      Beijos

      Excluir
    3. Linda na resenha NEVE NA PRIMAVERA
      não foi a leiticia que escreveu, foi a Tamara.
      Eu não aceitei seu comentário se não minha colaboradora ia ficar chateada.
      Espero que volte lá pra comentar. bjos

      Excluir
  13. Oie!!
    Você é a primeira pessoa que não faz uma resenha totalmente positiva desse livro.
    Sou louca para ler ele mas, não sabia que havia sido baseado em nenhum desses livros.
    parabéns pela resenha.
    ;**

    www.saladadelivro.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sério?
      É, eu tentei colocar os pontos negativos e positivos!
      Hehe, mas leia, há sempre algo para se tirar de bom!
      Beijos

      Excluir
  14. Claro que eu li esse livro, e gostei muito porque a leitura me prendeu.
    Bjs
    http://eternamente-princesa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Oi! Então, eu já vi esse livro um monte de vezes nas minhas visitas as livrarias, sempre fico entre comprar ou não porque não sou muito fã de literatura erótica e sendo baseado em crepúsculo me deixa mais com o pé atrás ainda.
    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi! Siim, eu fiquei meio assim também, tanto que baixei o e-book invés de adquirir o físico! Hahaha
      Beijos

      Excluir
  16. Oiiii.Tudo bem?
    Eu não tenho vontade alguma de ler o livro, mas gostei MUITO da resenha.
    Eu sou mega fã de crepúsculo e sinceramente só de saber que o livro lembra muito a saga já me afasta ainda mais do livro. Eu tenho muito ciume da saga crepusculo sabe kkk e tudo que é parecido de mais não me agrada muito kkkkk
    Amei mesmo a resenha.
    Beijos

    Coleções Literárias
    Participe do Top Comentarista

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi. Tudo certo, e contigo?
      Eu gosto da saga também, teve uma época que eu era muito viciada. Saudades escrever fanfics! hahahaha
      É, muitas coisas são bem parecidas mesmo!
      Que bom que gostou da resenha ♥
      Beijos

      Excluir
  17. Essa série está há meses nos meus desejados, na verdade desde que saiu o primeiro volume, e todas as resenhas que eu li me motivaram a querer conhecer a série, mas sabe quando você acaba deixando de lado? Foi o que aconteceu, tanto que nem lembrava que era baseado em A divina comédia. :O E nem que era uma fanfic hahaha
    Quero ler mais ainda agora, sua resenha equilibrou bem os prós e contras, e quero ter minha própria opinião sobre a obra.
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Dessa! São tantos livros que às vezes a gente esquece de alguns, né? hahahaha
      Leia sim! Sempre é bom tirarmos nossas próprias conclusões!
      Beijos e boas leituras!

      Excluir
  18. Otima resenha, vc soube citar lado positivo e negativo do livro. Essa trilogia, tinha até vontade de ler logo qdo foi lançada, mas hoje não tenho tanta vontade assim. Não sei se vou ler algum dia.
    O Diário do Leitor

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Brubs!
      Pois é, se tu gosta do gênero, até vale a pena ler... Se não, não vai perder muita coisa! Hehe
      Beijos.

      Excluir
  19. Eu simplesmente detestei esse livro... entendi o conceito mas falhou na execução. Os personagens eram tão sem sal e nenhum pouco carismáticos que não consegui me conectar com a história. No mais concordo com você que não é o pior do mundo, mas que não acrescenta muito.
    Excelente resenha.
    Angel Sakura
    www.euinsisto.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, Angela. Os personagens não são nada carismáticos mesmo. Gabriel é tão irritante que me remete a um menininho mimado e Julia é a típica e clichê menininha inocente e virgem que se apaixonada pelo babaca rico. Hahaha
      Mais do mesmo...
      Beijos!

      Excluir
  20. Não é um livro que me chama atenção ;/ Já li tantos comentários positivos sobre essa trilogia! Muita gente mesmo falando bem e várias favoritando no skoob, mas não me interessei não. Adorei sua resenha, conseguiu expressar bem o que sentiu durante a leitura :D
    Beijos!
    http://umaleitoravoraz.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  21. Oi, Bruna. Eu amo essa trilogia, acho um romance muito bonito, com detalhes belíssimos de história e arte. Não gosto de fazer comparações, então acho que Sylvain se inspirou e fez o dele (ou dela rs) e foi muito feliz. ^^
    www.viciadosemleitura.blog.br
    Bjo

    ResponderExcluir
  22. Oi tudo bom?
    Ai romance, bleh. Eu realmente não tem um romance que chame minha atenção 100% mas sabe, falou de arte, de citações, ta me convencendo a ler só por isso kkk

    Beijos

    http://penelopeetelemaco.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  23. Ooooi, tudo bem?
    Acredita que ainda não li "A Divina Comédia"? rsrsrs e olha que já tive que fazer uma peça baseada na obra. Tenho "O Inferno de Gabriel" aqui em casa, mas também não li. Consegui através de uma troca, mas quando o livro chegou, perdi a vontade de lê-lo. Li tantas resenhas sobre ele, percebi ser bem clichê e um pouco parecido com 50 tons :/
    Gostei da sua resenha. Se um dia eu lê-lo, passo aqui para dizer o que achei rsrsrs

    Bjoooos!

    ResponderExcluir